Segunda-feira, 21 de Novembro de 2011

"Apenas casei, meu irmão, o sangue que girava nas suas veias, de nobre que era, degenerou para servil. Enojou-me quando o vi sentado a meu lado nos salões da condessa de Santa Bárbara, a quem chamava afectuosamente irmã, e a quem pedia perdão de a ter trazido à força ao trono de opulência em que a via sentada. Lembra-se muito bem que o encarei com uma certa compaixão que se dói do carácter rasteiro."

 

Mistérios de Lisboa, Camilo Castelo Branco

publicado por Laura Abreu Cravo | partilhar
E-mail
lauraabreucravo@gmail.com
pesquisar neste blog
 
arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2012

Novembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

subscrever feeds